Como uma mulher pode flertar com outra mulher

Existem algumas técnicas que você pode usar (que funcionam muito melhor quando você tem uma base de jogo interior) para flertar com as mulheres. Se você já conversou com uma mulher e sentiu a conversa fracassar, isso é para você. Primeira técnica: desqualificação positiva. Isso é muito divertido. Aqui, você a culpa culpada por arruinar seus relacionamentos por causa de algo muito ... Por que ele flerta. Um fator a considerar ao determinar sua reação ao flerte é sua motivação. Se ele flerta com todas as garotas, independentemente da idade, aparência e atração sexual, você pode passá-lo como algo que ele faz para aumentar seu ego, avaliar uma reação ou apenas porque é divertido, de acordo com o Dr. David Henningsen, que pesquisou motivação flertando. Como flertar com garotas - 15 segredos que fazem toda a diferença. A boa notícia é que você pode aprender sobre maneiras de flertar e praticar suas técnicas de flerte até se sentir super confiante e pronto para se aproximar da garota que você gosta. Com isso em mente, apresentamos 15 ótimas dicas sobre como flertar com as garotas. Se ela fizer bastante contato visual com você (e você tiver interesse nela) ou olhar para outra mulher (se for amiga dela ou algo parecido), pode ser bissexual. Fazer contato visual constante pode ser a maneira dela de forjar uma ligação íntima e de flertar com outras pessoas. Esse gesto pode ser interpretado como a criação de uma barreira entre você e a moça. Procure deixá-los ao lado do corpo, se estiver em pé; quando sentado, abra as pernas na direção da mulher, se possível, e repouse os braços sobre as pernas, com as mãos “penduradas” entre elas. É uma postura que comunica confiança e que está ... Flertar não é pegar uma mulher ou trazê-la para casa. Isso não significa que uma mulher deve a você sua atenção, sua presença ou seu sorriso. O flerte pode ser um meio para um namoro mais sério ou pode ser uma diversão simples e despreocupada. É simplesmente uma conversa com um toque de atração. Como flertar com mulheres

Autorejeicão, rejeição das mulheres e sociedade

2020.09.23 23:09 Henrry_braz_cubas Autorejeicão, rejeição das mulheres e sociedade

Bem, vou tentar ser direto mas vai ser um texto longo.
Vou fazer 36 anos e nunca fiquei, namorei ou transei. Só beijei uma mulher na vida(Carnaval) e ela estava bêbada. Não tenho dúvidas sobre minha sexualidade, realmente gosto apenas de mulher...
O problema é que sou realmente feio de um modo que ninguém do meu interesse sente atração por mim e nunca recebi uma demonstração de interesse ou cantada de nenhuma mulher. Você pode achar que sou um cara seletivo, que quero as bonitas ou "normais" e dispenso as que os homens e meus amigos julgam como sendo "feias" mas garanto que não é isso, já dei em cima de mulher de todo tipo. Não vou citar características aqui para não ser "cancelado" e apedrejado. Estou sendo verdadeiro nessa questão, acredite.
Eu até cheguei a pensar que eu era realmente exigente, mesmo não querendo as que considerava bonitas porque sabia que jamais teria chance alguma. Meu antigo psicólogo me abriu a mente sobre essa possibilidade, então passei a flertar com mulheres que eu não tinha a mínima atração e mesmo assim não consegui nada, até as amizades eram precárias, superficiais.
Garanto a vocês que não tenho raiva das mulheres, não é culpa delas. Simplesmente elas querem, assim como os homens, se relacionar com alguém por quem sentem alguma atração física, ainda que mínima.
Você pode dizer que aparência não é tudo, que em um relacionamento outras coisas são muito mais relevantes, CONCORDO! Entretanto, para você flertar, paquerar e ser correspondido por uma mulher é necessário que ela pelo menos te julgue um cara com aparência mediana, ou que tenha status(famoso, dinheiro etc). Os homens também são assim, não vejo problema nisso. Esse assunto deveria ser discutido abertamente.
Sobre ser virgem, já pensei em contratar GP mas tenho alguns complexos que não me permitem fazer isso. Primeiro é que acho algo errado se aproveitar da situação de vulnerabilidade dessas mulheres, mas o que realmente pesa é o que eu acho do meu próprio corpo. Tenho um pênis pequeno, sou muito alto(1,91), um falso magro, com escoliose, estrias no corpo todo por ter passado por várias fases de engorda/emagrece por conta da depressão. Isso impossibilita até que eu me sinta à vontade de tirar a camisa em casa com a família.
Além disso sinto muita falta de ter amado e sido amado por alguém, de ter vivido algo que qualquer pessoa comum vive, independente da classe social. Isso me destrói sempre que penso nisso, sempre que vejo um casal.. Fico sem chão.
Não sei mais o que fazer. Meu salário foi reduzido e não tenho mais condições de pagar psicólogos e remédios. A vida está realmente muito complicada e não tenho mais forças para continuar vivendo.
Ter o amor, o carinho e a atenção de alguém seria um estímulo para acordar de manhã para cumprir apenas as obrigações.
Penso que já deveria ter me matado. É uma questão racional e lógica. Tem sido só sofrimento e não há perspectiva de melhora.
Não sei mais o que fazer.
submitted by Henrry_braz_cubas to desabafos [link] [comments]


2020.06.04 21:31 lysguil Preciso de conselhos e analisem a situação pra mim por favor

Oi galera, eu queria pedir um conselho para vocês. É em relação a relacionamento e agradeço a quem puder me ajudar nessa, tá foda. Eu estou abrindo minha alma e coração nesse texto, direi toda a verdade
Primeiro me deixem contar algumas coisas sobre mim, isso pode ajudar a entender algumas das minhas ações. Isso não me exime de culpa, sei disso e não vou usar nada disso para me fazer de vítima ou pra me eximir de responsabilidades. Sei que a culpa foi toda minha.
Primeiro de tudo eu não sou um neurotipico. Não tenho autismo mas, embora minha família (meu pai mais precisamente) não tenha deixado que um diagnóstico fosse feito, ficou claro para todos desde criança que eu tinha algo. Eu odeio do fundo do coração o barulho. Odeio sons altos em geral, isso inclui música e por isso não consigo ficar muito tempo em festas. Para aguentar ficar em ambientes barulhentos eu preciso ficar bêbado e ainda assim é bastante incômodo.
A segunda coisa para se saber sobre mim é que sofri abuso sexual na infância. Foram duas mulheres diferentes, nenhuma delas da minha família. Nunca contei pra minha família e acho que nunca irei contar. Bom, não sei dizer como me sinto sobre isso. Acho que minha tara sexual tem a ver com isso. As vezes eu choro quando me lembro mas não sinto anda sobre. É normal isso? Enfim, eu não sei pq quanto isso me afetou. Sofri abuso até os 11 anos e para ser honesto, como homem eu não consigo falar sobre o que a segunda mulher fez comigo. É humilhante demais. Vou morrer e levar isso para o túmulo.
A terceira coisa que preciso contar é que fui diagnosticado com depressão ao 13 anos de idade. Eu era pequeno, magricelo e esquisito. Gostava de cards do Yu gi oh e fixar isolado na biblioteca da escola (Pq era um lugar silencioso), então da pra imaginar quanto bullying eu sofria. Enfim, a depressão me deixou quebrado e teve seus picos. Nessa época tive minha primeira tentativa de suicídio. Minha família nunca soube. No dia seguinte ainda fui pra escola, como se nada tivesse acontecido. Essa foi a primeira de uma série de tentativas.
Agora que já falei essas características eu vou começar a falar meu problema, peço perdão se ficar muito longo. Aos 16 anos eu tive uma namorada e ela morreu de câncer. Isso piorou meu quadro depressivo, eu fiquei agressivo e aprendi a resolver as coisas com violência. Tentei me matar mais algumas vezes e tava foda. Eu tomava tantos remédios para a depressão que ficava grogue, totalmente dopado meio hora depois de tomar. Minha mãe me fez parar, com o apoio da minha vó. Eu estava começando a superar a coisa quando minha vó, a pessoa que eu mais amava na vida, faleceu subitamente. Deus, acho que eu... Bom eu nem sei dizer o que eu sentia. Simplesmente não sei. Doeu mais do que tudo. Depois desse dia eu não conseguia chorar, não conseguia sentir. Fiquei anestesiado sabe? Meu psiquiatra falou UE eu estava num estado de "melancolia", onde eu não conseguia mais sentir felicidade. Eu poderia ficar alegre ou coisas do tipo mas verdadeira felicidade era impossível. Bom, foi foda. Eu tinha 17 na época.
Fiz amizade com uma garota aos 16, Melissa, ela fazia terapia em grupo comigo. Era meio patricinha mimada mas uma boa pessoa. A gente conversava e diziamos nossos planos um pro outro. Ela me ajudou a superar a barra da terapia. Quando eu tinha 18 e ainda estava sentindo o impacto da perda da minha vó, essa garota se matou. No mesmo dia ela pediu pra conversar comigo e eu não estava em casa para conversar (nos falávamos pelo facebook). Eu só fui saber sobre pelas postagens no Facebook dela. Eu não senti nada na hora, achei que não tinha em afetado, anos depois eu ia perceber o quanto me afetou.
Bom, eu segui minha vida. Comecei a faculdade de direito, minha mãe queria um filho juiz e eu tava no piloto automático. Só fui seguindo. Fiz pouco tempo do curso de direito e realmente não era pra mim. No começo de 2018 eu conheci uma garota pela internet. Ela tinha 15 e eu 19. Ela morava em uma cidade um tanto distante mas dentro do mesmo estado que eu moro e a gente começou a papear. Mano, eu garoto incrível! Sério, era maravilhosa demais. Eu vou resumir pra vocês a questão: Eu me assustei com ela, a depressão ainda estava forte e eu não sabia o que tava acontecendo. Por fim eu me afastei dela e e bloqueei no Facebook. Eu sei, sou um tremendo babaca.
Fiquei mais alguns meses na minha vida de merda e fui jogar habbo hotel. Eu sei, eu sei. Coisa de criança mas só queria sentir aquilo que eu sentia novamente quando tinha 11 anos e jogava RPGs no hotel. Não consegui claro. Eu cresci, o mundo mudou e não dá pra voltar a infância. No jogo uma garota conversou comigo, tinha 19 também e me pediu o insta pra conversar. Eu fui e fiz um insta com a intenção de papear um pouco. A partir daqui eu me torno o monstro. De verdade. A garota tinha depressão também e me falava sobre os problemas dela mas também puxada uns assuntos mais sexuais. Não sexuais entre eu e ela, ela só contava como eram as transas dela e eu perguntava uma coisa ou outra sobre as minhas. Eu contava na boa. E os meses foram passando. Eu era um homem quebrado servindo de confidente pra uma garota aleatória da internet.
Eu desbloqueei a garota do começo do ano e voltamos a nos falar. Ela era legal, alegre, bonita e maravilhosa. E ela gostava de mim! Deus do céu ela gostava de mim! Eu também gostava dela. Eu contei algumas mentiras sobre mim pra ela, pra impressionar um pouco mas sempre disse "eu sou um homem quebrado", eu falava que minha cabeça tava toda ferrada o tempo todo pra ela. Ela disse que não se importava e me pedia para ir vê-la na cidade dela. Eu pensava em ir, fazia de tudo para ir... e na última hora eu dava para trás. Não conseguia ir. A minha vida de amar a distância e ser confidente seguiu até o final do ano de 2018. No ano novo eu tomei uma decisão: ia pedir a garota da outra cidade em namoro. Eu pedi e ela aceitou. Ok, vão me chamar de gado e tudo bem. Eu estava na casa de praia que minha mãe tinha comprado e pretendia visitar a garota assim que voltasse.
Quando voltei veio a notícia: Eu tinha conseguido a vaga em gastronomia! Era a porra do meu sonho ali! Fui correr atrás de documentos, matrícula, uniforme e material. Nisso passou algumas semanas e como não fui ver a garota ela terminou comigo e me falou que eu tava fazendo ela de trouxa de novo (ela sentia que eu tinha feito ela de trouxa em 2018 inteiro). Depois de uma semana ela veio falar comigo e minhas aulas já estavam começando. Demorei um mês para conseguir ir vê-la e quando cheguei lá... Ela era divina. Maravilhosa. Eu tive que esperar ela na rodoviária e pensei que tinha caído em alguma pegadinha kkkkk mas ela veio e eu fiquei muito feliz. A gente foi no shopping, assistiu um filme e ela me convenceu a passar a noite na casa dela. Dormir na sala claro, os pais dela concordaram. Não vou mentir: agi cono um idiota nesse dia. A depressão e a irritabilidade me faziam ser muito imbecil e babaca (eu me envergonho e me arrependo muito disso hoje).
Bom, nessa época não estávamos namorando e eu dizia que não ia pedir ela em namoro (tava com orgulho ferido por ela ter terminado comigo). Um dia ela me falou tava com dor e ficou o dia todo sem me responder mais. Mano, eu morri de preocupação! Fiquei desesperado. Quando ela finalmente leu minhas mensagens eu pedi ela em namoro. Joguei o orgulho de lado e pedi em namoro a mulher que eu amava. Bem, Eu fui ver ela mais vezes, no aniversário de 17 dela e outros. Enfim, seguindo adiante.
Bom, lembra da mina da internet? Então. A gente continuava conversando sempre mas ela tava cada vez mais deprimida e mais dependente emocionalmente de mim. Ela me contava as coisas e eu só ouvia agora, ela falava bastante de sexo e afins. Sei que era errado com minha namorada mas é aí que entra a Melissa na história: foi nisso que a morte dela me afetou, eu não conseguia deixar outra pessoa na mão. Eu sei como a depressão dói, como família pode ser tóxica para nós e não conseguia deixar ela de lado. Eu errei e fui fraco e deixei a situação continuar assim. Um dia o Instagram dessa garota foi hackeado e ela achou que foi eu por algum motivo. Ela foi atrás da minha namorada, que eu já tinha dito o nome, e falou que eu namorava ela virtualmente, eu era um perseguidor e não sei mais o que. Eu realmente não sei tudo que ela disse. Eu expliquei pra minha namorada e tudo mais, que era por causa da depressão da garota e que eu não conseguia deixar de lado. Disso que não tinha nada com ela. Bom, eu não estou me justificando e minha namorada terminou comigo. Com razão ela. Eu fui um idiota, um merda, um babaca completo.
Eu implorei muito uma chance e tals e por fim ela me perdoou. Não voltou a como era antes mas me perdoou. Tá ficando muito grande então vou resumir essa parte. Eu fiz merda de novo.
Tinha uma amiga do Rio de Janeiro que gosta de flertar e mesmo eu não dando abertura ela falou que queria transar comigo na praia tomando vinho. Eu cortei esse papo e tals. Numa outra conversa eu tava falando merda, contando vantagem como homem idiota costuma fazer. Falei que tinha pego várias garotas de um outro curso da minha faculdade (mentira que homem conta) para essa amiga. Bom, minha namorada viajou comigo e olhou minhas conversas no celular enquanto eu dormia. Aí ela terminou comigo de vez no começo do ano passado.
Eu sei, a culpa é minha e só minha. Não vou justificar essas atitudes com minhas doenças ou algo do tipo. Erro só meu. Eu expliquei pra minha ex namorada e pedi a ela pra poder tentar reconquistar ela. Ela concordou e eu fiquei tentando, mostrando que podia ser mais atencioso e que podia mudar. Ela começou a ficar com um carinha e eu com uma mina,mas eu continuava tentando e ela me deixava tentar. Uma dia ela decidiu que não era mais pra eu tentar, que me amava mas que não valia mais a pena. Eu queria continuar tentando. Discutimos muito mas eu por fim aceitei.
Ela quis manter a amizade e eu concordei. Só que meu conceito de amizade e o dela diferem muito e isso causa muitos atritos. Ela disse que não me ama mais, algumas atitudes dela me dizem que ela ama (eu li diversos livros de psicologia e sobre relacionamento e eles apontam as atitudes dela como amor). A última coisa que aconteceu foi uma que me magoou de um jeito estranho.
A poucos dias eu tive um desmaio (tenho algumas problemas de saúde) e cai da laje da minha casa. Quebrei um braço e tals. Quando postei nos stories de whats que tava quebrado ela perguntou se eu tinha sido atropelado e eu falei que não, que cai da laje. Ela fez uma brincadeira dizendo basicamente "podia ter morrido né" só que desejando minha morte. Eu sei que foi uma brincadeira mas me doeu muito. Pq ela sabe que já tentei me matar 15 vezes, inclusive uma esse ano. Eu esqueci de contar lá em cima mas minha melancolia foi embora. Eu tô meio que curado disso e tô sentindo prazer em viver de novo. Ela fez essa brincadeira e me doeu demais, demais mesmo. Eu falei pra ela algumas merdas e ela me chamou de dramático (ela diz isso sempre que eu reclamo de algo, talvez eu seja mesmo) e isso doeu ainda mais. Eu sinto que toda vez que reclamo com ela sobre como as atitudes dela me machucam ela me chama de dramático e menospreza minha dor.
Esse ano ela veio me falar que tava com princípio de depressão e eu conversava com ela sempre que ela precisava, eu só precisei conversar uma vez e ela disse que não queria conversar. Bom, eu me senti mal com isso. Foi ali que vi que nossos padrões de amizade são diferentes.
Enfim, essa última brincadeira que me matou. Vocês vão perguntar pq a gente não se bloqueia e se esquece. A resposta é: eu não sei. Eu sei que amo muito ela e acredito que ela me ama. Depois da briga ela me bloqueou e horas depois me desbloqueou (mas excluiu meu número segundo ela). Eu queria alguns conselhos, opiniões e que analisem a minha história e me digam o que pensam sobre tudo. Sobre tudo mesmo!por favor, ajudem esse idiota que fez tudo errado na vida
submitted by lysguil to desabafos [link] [comments]


2020.06.04 19:02 lysguil Preciso de um conselho ou dois

Oi galera, eu queria pedir um conselho para vocês. É em relação a relacionamento e agradeço a quem puder me ajudar nessa, tá foda.
Primeiro me deixem contar algumas coisas sobre mim, isso pode ajudar a entender algumas das minhas ações. Isso não me exime de culpa, sei disso e não vou usar nada disso para me fazer de vítima ou pra me eximir de responsabilidades. Sei que a culpa foi toda minha.
Primeiro de tudo eu não sou um neurotipico. Não tenho autismo mas, embora minha família (meu pai mais precisamente) não tenha deixado que um diagnóstico fosse feito, ficou claro para todos desde criança que eu tinha algo. Eu odeio do fundo do coração o barulho. Odeio sons altos em geral, isso inclui música e por isso não consigo ficar muito tempo em festas. Para aguentar ficar em ambientes barulhentos eu preciso ficar bêbado e ainda assim é bastante incômodo.
A segunda coisa para se saber sobre mim é que sofri abuso sexual na infância. Foram duas mulheres diferentes, nenhuma delas da minha família. Nunca contei pra minha família e acho que nunca irei contar. Bom, não sei dizer como me sinto sobre isso. Acho que minha tara sexual tem a ver com isso. As vezes eu choro quando me lembro mas não sinto anda sobre. É normal isso? Enfim, eu não sei pq quanto isso me afetou. Sofri abuso até os 11 anos e para ser honesto, como homem eu não consigo falar sobre o que a segunda mulher fez comigo. É humilhante demais. Vou morrer e levar isso para o túmulo.
A terceira coisa que preciso contar é que fui diagnosticado com depressão ao 13 anos de idade. Eu era pequeno, magricelo e esquisito. Gostava de cards do Yu gi oh e fixar isolado na biblioteca da escola (Pq era um lugar silencioso), então da pra imaginar quanto bullying eu sofria. Enfim, a depressão me deixou quebrado e teve seus picos. Nessa época tive minha primeira tentativa de suicídio. Minha família nunca soube. No dia seguinte ainda fui pra escola, como se nada tivesse acontecido. Essa foi a primeira de uma série de tentativas.
Agora que já falei essas características eu vou começar a falar meu problema, peço perdão se ficar muito longo. Aos 16 anos eu tive uma namorada e ela morreu de câncer. Isso piorou meu quadro depressivo, eu fiquei agressivo e aprendi a resolver as coisas com violência. Tentei me matar mais algumas vezes e tava foda. Eu tomava tantos remédios para a depressão que ficava grogue, totalmente dopado meio hora depois de tomar. Minha mãe me fez parar, com o apoio da minha vó. Eu estava começando a superar a coisa quando minha vó, a pessoa que eu mais amava na vida, faleceu subitamente. Deus, acho que eu... Bom eu nem sei dizer o que eu sentia. Simplesmente não sei. Doeu mais do que tudo. Depois desse dia eu não conseguia chorar, não conseguia sentir. Fiquei anestesiado sabe? Meu psiquiatra falou UE eu estava num estado de "melancolia", onde eu não conseguia mais sentir felicidade. Eu poderia ficar alegre ou coisas do tipo mas verdadeira felicidade era impossível. Bom, foi foda. Eu tinha 17 na época.
Fiz amizade com uma garota aos 16, Melissa, ela fazia terapia em grupo comigo. Era meio patricinha mimada mas uma boa pessoa. A gente conversava e diziamos nossos planos um pro outro. Ela me ajudou a superar a barra da terapia. Quando eu tinha 18 e ainda estava sentindo o impacto da perda da minha vó, essa garota se matou. No mesmo dia ela pediu pra conversar comigo e eu não estava em casa para conversar (nos falávamos pelo facebook). Eu só fui saber sobre pelas postagens no Facebook dela. Eu não senti nada na hora, achei que não tinha em afetado, anos depois eu ia perceber o quanto me afetou.
Bom, eu segui minha vida. Comecei a faculdade de direito, minha mãe queria um filho juiz e eu tava no piloto automático. Só fui seguindo. Fiz pouco tempo do curso de direito e realmente não era pra mim. No começo de 2018 eu conheci uma garota pela internet. Ela tinha 15 e eu 19. Ela morava em uma cidade um tanto distante mas dentro do mesmo estado que eu moro e a gente começou a papear. Mano, eu garoto incrível! Sério, era maravilhosa demais. Eu vou resumir pra vocês a questão: Eu me assustei com ela, a depressão ainda estava forte e eu não sabia o que tava acontecendo. Por fim eu me afastei dela e e bloqueei no Facebook. Eu sei, sou um tremendo babaca.
Fiquei mais alguns meses na minha vida de merda e fui jogar habbo hotel. Eu sei, eu sei. Coisa de criança mas só queria sentir aquilo que eu sentia novamente quando tinha 11 anos e jogava RPGs no hotel. Não consegui claro. Eu cresci, o mundo mudou e não dá pra voltar a infância. No jogo uma garota conversou comigo, tinha 19 também e me pediu o insta pra conversar. Eu fui e fiz um insta com a intenção de papear um pouco. A partir daqui eu me torno o monstro. De verdade. A garota tinha depressão também e me falava sobre os problemas dela mas também puxada uns assuntos mais sexuais. Não sexuais entre eu e ela, ela só contava como eram as transas dela e eu perguntava uma coisa ou outra sobre as minhas. Eu contava na boa. E os meses foram passando. Eu era um homem quebrado servindo de confidente pra uma garota aleatória da internet.
Eu desbloqueei a garota do começo do ano e voltamos a nos falar. Ela era legal, alegre, bonita e maravilhosa. E ela gostava de mim! Deus do céu ela gostava de mim! Eu também gostava dela. Eu contei algumas mentiras sobre mim pra ela, pra impressionar um pouco mas sempre disse "eu sou um homem quebrado", eu falava que minha cabeça tava toda ferrada o tempo todo pra ela. Ela disse que não se importava e me pedia para ir vê-la na cidade dela. Eu pensava em ir, fazia de tudo para ir... e na última hora eu dava para trás. Não conseguia ir. A minha vida de amar a distância e ser confidente seguiu até o final do ano de 2018. No ano novo eu tomei uma decisão: ia pedir a garota da outra cidade em namoro. Eu pedi e ela aceitou. Ok, vão me chamar de gado e tudo bem. Eu estava na casa de praia que minha mãe tinha comprado e pretendia visitar a garota assim que voltasse.
Quando voltei veio a notícia: Eu tinha conseguido a vaga em gastronomia! Era a porra do meu sonho ali! Fui correr atrás de documentos, matrícula, uniforme e material. Nisso passou algumas semanas e como não fui ver a garota ela terminou comigo e me falou que eu tava fazendo ela de trouxa de novo (ela sentia que eu tinha feito ela de trouxa em 2018 inteiro). Depois de uma semana ela veio falar comigo e minhas aulas já estavam começando. Demorei um mês para conseguir ir vê-la e quando cheguei lá... Ela era divina. Maravilhosa. Eu tive que esperar ela na rodoviária e pensei que tinha caído em alguma pegadinha kkkkk mas ela veio e eu fiquei muito feliz. A gente foi no shopping, assistiu um filme e ela me convenceu a passar a noite na casa dela. Dormir na sala claro, os pais dela concordaram. Não vou mentir: agi cono um idiota nesse dia. A depressão e a irritabilidade me faziam ser muito imbecil e babaca (eu me envergonho e me arrependo muito disso hoje).
Bom, nessa época não estávamos namorando e eu dizia que não ia pedir ela em namoro (tava com orgulho ferido por ela ter terminado comigo). Um dia ela me falou tava com dor e ficou o dia todo sem me responder mais. Mano, eu morri de preocupação! Fiquei desesperado. Quando ela finalmente leu minhas mensagens eu pedi ela em namoro. Joguei o orgulho de lado e pedi em namoro a mulher que eu amava. Bem, Eu fui ver ela mais vezes, no aniversário de 17 dela e outros. Enfim, seguindo adiante.
Bom, lembra da mina da internet? Então. A gente continuava conversando sempre mas ela tava cada vez mais deprimida e mais dependente emocionalmente de mim. Ela me contava as coisas e eu só ouvia agora, ela falava bastante de sexo e afins. Sei que era errado com minha namorada mas é aí que entra a Melissa na história: foi nisso que a morte dela me afetou, eu não conseguia deixar outra pessoa na mão. Eu sei como a depressão dói, como família pode ser tóxica para nós e não conseguia deixar ela de lado. Eu errei e fui fraco e deixei a situação continuar assim. Um dia o Instagram dessa garota foi hackeado e ela achou que foi eu por algum motivo. Ela foi atrás da minha namorada, que eu já tinha dito o nome, e falou que eu namorava ela virtualmente, eu era um perseguidor e não sei mais o que. Eu realmente não sei tudo que ela disse. Eu expliquei pra minha namorada e tudo mais, que era por causa da depressão da garota e que eu não conseguia deixar de lado. Disso que não tinha nada com ela. Bom, eu não estou me justificando e minha namorada terminou comigo. Com razão ela. Eu fui um idiota, um merda, um babaca completo.
Eu implorei muito uma chance e tals e por fim ela me perdoou. Não voltou a como era antes mas me perdoou. Tá ficando muito grande então vou resumir essa parte. Eu fiz merda de novo.
Tinha uma amiga do Rio de Janeiro que gosta de flertar e mesmo eu não dando abertura ela falou que queria transar comigo na praia tomando vinho. Eu cortei esse papo e tals. Numa outra conversa eu tava falando merda, contando vantagem como homem idiota costuma fazer. Falei que tinha pego várias garotas de um outro curso da minha faculdade (mentira que homem conta) para essa amiga. Bom, minha namorada viajou comigo e olhou minhas conversas no celular enquanto eu dormia. Aí ela terminou comigo de vez no começo do ano passado.
Eu sei, a culpa é minha e só minha. Não vou justificar essas atitudes com minhas doenças ou algo do tipo. Erro só meu. Eu expliquei pra minha ex namorada e pedi a ela pra poder tentar reconquistar ela. Ela concordou e eu fiquei tentando, mostrando que podia ser mais atencioso e que podia mudar. Ela começou a ficar com um carinha e eu com uma mina,mas eu continuava tentando e ela me deixava tentar. Uma dia ela decidiu que não era mais pra eu tentar, que me amava mas que não valia mais a pena. Eu queria continuar tentando. Discutimos muito mas eu por fim aceitei.
Ela quis manter a amizade e eu concordei. Só que meu conceito de amizade e o dela diferem muito e isso causa muitos atritos. Ela disse que não me ama mais, algumas atitudes dela me dizem que ela ama (eu li diversos livros de psicologia e sobre relacionamento e eles apontam as atitudes dela como amor). A última coisa que aconteceu foi uma que me magoou de um jeito estranho.
A poucos dias eu tive um desmaio (tenho algumas problemas de saúde) e cai da laje da minha casa. Quebrei um braço e tals. Quando postei nos stories de whats que tava quebrado ela perguntou se eu tinha sido atropelado e eu falei que não, que cai da laje. Ela fez uma brincadeira dizendo basicamente "podia ter morrido né" só que desejando minha morte. Eu sei que foi uma brincadeira mas me doeu muito. Pq ela sabe que já tentei me matar 15 vezes, inclusive uma esse ano. Eu esqueci de contar lá em cima mas minha melancolia foi embora. Eu tô meio que curado disso e tô sentindo prazer em viver de novo. Ela fez essa brincadeira e me doeu demais, demais mesmo. Eu falei pra ela algumas merdas e ela me chamou de dramático (ela diz isso sempre que eu reclamo de algo, talvez eu seja mesmo) e isso doeu ainda mais. Eu sinto que toda vez que reclamo com ela sobre como as atitudes dela me machucam ela me chama de dramático e menospreza minha dor.
Esse ano ela veio me falar que tava com princípio de depressão e eu conversava com ela sempre que ela precisava, eu só precisei conversar uma vez e ela disse que não queria conversar. Bom, eu me senti mal com isso. Foi ali que vi que nossos padrões de amizade são diferentes.
Enfim, essa última brincadeira que me matou. Vocês vão perguntar pq a gente não se bloqueia e se esquece. A resposta é: eu não sei. Eu sei que amo muito ela e acredito que ela me ama. Depois da briga ela me bloqueou e horas depois me desbloqueou (mas excluiu meu número segundo ela). Eu queria alguns conselhos, opiniões e que analisem a minha história e me digam o que pensam sobre tudo. Sobre tudo mesmo!por favor, ajudem esse idiota que fez tudo errado na vida
submitted by lysguil to brasilivre [link] [comments]


2020.02.10 21:14 arroteileis Sexo com pessoa que ingeriu álcool configura crime automaticamente? Não!!!!

Vejo muito gente até bem intencionada alertando pessoas em redes sociais que prática de sexo ou ato libidinoso com pessoas que ingeriram álcool configura automaticamente crime previsto no Art. 217-A do Código Penal (estupro de vulnerável). Espalhar esse tipo de interpretação errada só contribui para gerar um clima de tensão pouquíssimo saudável.
O nível de desinformação chegou a um estado tão crítico que as pessoas pararam até de raciocinar. É cediço que essa modalidade delitiva costuma ser mais comuns em homens, mas a legislação, por óbvio, não faz distinção de gênero. Sendo qualquer ato libidinoso, então duas pessoas que beberam uns gorós na boate e se beijam estupram uma a outra? Claro que não! Ou quando uma mulher não bebe mas o cara sim e eles transam, ela estuprou ele? Por óbvio não!
Vamos entender então essa bagunça.
Art. 217-A: Ter conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso com menor de 14 (catorze) anos:
Pena - reclusão, de 8 (oito) a 15 (quinze) anos.
§ 1o Incorre na mesma pena quem pratica as ações descritas no caput com alguém que, por enfermidade ou deficiência mental, não tem o necessário discernimento para a prática do ato, ou que, por qualquer outra causa, não pode oferecer resistência.
A primeira coisa que se percebe é que não existe aqui a figura do consentimento. Basta ter a conjunção. Isso porque a legislação parte da premissa que o consentimento ou é impossível na prática ( por qualquer outra causa não pode oferecer resistência) ou impossível juridicamente (menos de 14 anos, enfermidade ou deficiência mental).
Aliás, basta olhar a questão da enfermidade para perceber como uma leitura literalista é equivocada. A Legislação não fala qual enfermidade. Isso significa que transar com alguém gripado ou uma perna quebrada é estupro? Por óbvio não. Precisa ser uma enfermidade que impossibilite à vitima oferecer resistência ou a deixe incapaz de discernir o ato. Ex: coma.
Assim é o caso da embriaguez, cuja possibilidade não está expressa na lei, mas decorre da interpretação de "(...)ou que, por qualquer outra causa, não pode oferecer resistência".
Neste sentido, precisa ser uma embriaguez que seja elevada, para ter comprometido toda a capacidade de discernimento e impossibilite a resistência. E qual é ela? Temos que recorrer à literatura médica que classifica os estados de intoxicação alcoólica em 05:
1°- Euforia ) Quando o indivíduo fica mais alegra, extrovertido, redução leve na capacidade de raciocínio, controle comportamental começa a ser inibido mas a pessoa é plenamente capaz de discernir o que está acontecendo e oferecer resistência.
2° - Excitação) Quando o indivíduo começa a apresentar instabilidade emocional - típico caso da pessoa que liga para o/a ex - a coordenação motora fica mais comprometida, dificuldade de percepção e compreensão. Contudo, mesmo nesse estágio, ainda não há vulnerabilidade suficiente para a legislação penal vigente e não configuraria crime.
3º - Confusão) Fase das emoções exageradas, começamos a ter grandes dificuldades de fazer boas escolhas, assumimos riscos desnecessários, grande desinibição. Aqui, mesmo já estando evidente alguns pontos comprometedores do discernimento, a pessoa ainda está consciente e é capaz de discernir e rejeitar uma insinuação ou libidinosa indesejada. Isto é, da para sentar a mão na cara do babaca que te importunar. Não há crime aqui!
Agora já complica:
4° - Estupor) Capacidade de interação muito comprometida, dificuldade de reagir a estímulos externos, já mal conversa, fica meio catatônica/inerte. Aqui já é difícil caminhar e desmaios são comuns. Neste ponto, mesmo que ainda haja algum nível de consciência, esboçar reações concretas contra investidas sexuais são difíceis e a capacidade de reagir é dificílima. Aqui já começa a hipótese de crime e não se deve, DE FORMA ALGUMA, interagir sexualmente sob pena de cometimento de estupro de vulnerável. Aqui é cadeia maluco!
5° - Coma alcoólico) Aqui a pessoa já esta desmaiada e inconsciente e nem preciso dizer o porquê de ser óbvia hipótese de estupro de vulnerável.
Ta liberado, com responsabilidade, tomar umas e flertar a vontade e se rolar clima que vá para os finalmentes. Os rituais de beber e investir sexualmente são socialmente conjugados e muita gente inclusive precisa tomar umas para ficar um pouco mais desinibido.
Contudo, percebendo que o parceiro(a) está nos dois últimos níveis, recue, chame um amigo(a) da pessoa para se certificar de colocá-la em algum lugar seguro e confortável. Se você for homem e estiver com uma mulher nesses estágio é muito recomendado que você busque uma amiga dela para ajudar. Tente não tocar na pessoa a menos que a amiga peça ajuda e, tendo que prestar ajuda, imagine se fosse a sua mãe ou irmã alí, como você gostaria que o homem tocasse nelas naquele estado?
submitted by arroteileis to sexualidade [link] [comments]


2018.11.29 16:46 ssantorini Dicas de pegação para incels

Princípios Básicos:
1- Tome banho todos os dias. Faça disso uma rotina, uma religião, independente do tempo (frio, quente) ou de quão sujo você se sente. Use sabonete, limpe bem atrás da orelha, as costas e as pernas. Lave o cabelo com frequência.
2- Escove os dentes no mínimo 2 vezes ao dia (apos o almoço e antes de deitar) e use fio dental pelo menos 1 vez diariamente;
3- Troque de cueca todo dia;
4- Mantenha a barba bem cuidada. Não use barba grande se a sua for muito rala. Não use bigodes sem barba acompanhando (é feio e demodé). Prefira uma barba mais curta, tipo barba "por fazer", do que uma barba grande tipo Enéias ou média tipo soyboy;
5- Importantíssimo: mantenha o cabelo bem cortado e cuidado. Pelo menos uma vez na vida vá a um cabeleireiro caro e renomado de sua região, peça a ele o melhor corte que combine com seu tipo de cabelo e rosto, tire fotos e guarde. Depois fique indo a um barbeiro barato e peça a ele que imite o corte feito pelo profissional caro. Não deixe o cabelo grande se ele for ruim.
6- Use roupas adequadas ao seu tamanho, nem maiores nem menores.
7- Se você tiver amigos "pegadores", imite o estilo deles e olhe a forma como se comportam socialmente e com as mulheres.

Como tratar as mulheres

No meio incel um dos dogmas vigentes é o de que mulher deve ser tratada mal para ser conquistada. Trata-se na verdade de um erro de causalidade que eles inferiram a partir da observação de que homens pegadores não tratam mulheres como rainhas (um fato verdadeiro) e muitas vezes tratam elas mal (aqui vai da interpretação do que seja "tratar mal").
O "tratar mal" que costuma ocorrer por parte dos pegadores, e do qual as mulheres reclamam muito, não é xingar a mulher, ofendê-la, criticar sua aparência, fazer piadinhas ou indiretas ofensivas contra elas, bater nelas, antagonizar elas, bater boca e fazer barraco com elas e coisas do tipo, como os incels dão a entender. O "tratar mal" geralmente é algo passivo, quando os homens deixam de fazer algo que as mulheres acham que eles deveriam, como não procurá-la, deixá-la pendurada no whatssap esperando ele contactá-la e nada, falar pouco, desmarcar encontros ou dar bolo, olhar outras mulheres e coisas do tipo. As mulheres reclamam que esses "cafajestes" são carinhosos e tratam elas bem, mas se recusam a se comprometer e ficam deixando-as no vácuo. Ou seja, o "tratar mal" em 90% dos casos é algo passivo, não ativo.
Nos poucos casos em que os homens são verdadeiramente abusivos com as mulheres (fazendo as coisas que os incels pregam) e elas continuam com eles, trata-se do seguinte:
1- O cara é muito bonito, muito rico ou muito disputado (1%). Trata-se de uma minoria das minorias, e mesmo assim há muitas mulheres que não toleram. De qualquer forma, se um cara feio e pobre agredir verbalmente uma mulher achando que isso a conquista, ela vai olhá-lo como um inseto desprezível e cagar pra ele (na melhor das hipóteses) ou chamar a polícia ou os amigos achando que ele é maníaco ou louco (na pior das hipóteses);
2- Eles já estão em uma relação, com a mulher já apaixonada e "investida" nele (99%). Geralmente esse cara tratava bem a mulher no começo, de forma carinhosa, ela se apaixonou, se apegou. Agora eles brigam e ele a trata de forma abusiva, mas ela está tão apegada e apaixonada que não pensa em sair. Mas... se ele tivesse tratado ela assim no começo, ela não se apaixonaria nem se apegaria, como alegam os incels;
Resumindo a história toda: você tem que tratar as mulheres bem, de forma natural, como se você já estivesse acostumado a pegar mulheres e a interagir com elas cotidianamente. Não deve tratá-las como rainhas (demonstrando que você tem pouco valor e está desesperado) ou de forma abusiva (demonstrando que você tem rancor das mulheres devido a um histórico pesado de rejeições prévias). Trate-as como seres humanos. A melhor dica é tratá-las como "crianças fofas", como pessoas que fazem coisas bobas e você acha divertido, mas não briga com elas nem leva a sério demais coisas negativas que elas disserem sobre ti. Foque-se em ser uma companhia agradável e misteriosa. Evite assuntos pesados, evite brigar ou dar sermão nelas (você não é o pai delas para fazer isso). As coisas erradas que elas fizerem contigo você pune com afastamento e indiferença apenas. Isso mostra que você é um cara que tem opções e é seguro de si, não perdendo o autocontrole nem se emocionando por qualquer baitzinha que lançarem contra o seu ego.
Lembre-se que as mulheres são melhores do que os homens em ler posturas, intenções e estado emocional. Se você demonstrar se afetar e se descontrolar fácil, elas vão sacar que aquela postura de "macho alfa" que você tentava passar no começo é fake.

Você deve ser direto ou indireto na abordagem?

Existem 3 formas de abordar, uma razoável, uma péssima e uma boa:

1- Verdadeiramente Indireta (razoável): o cara não aborda a mulher, apenas fica no radar dela e demonstra valor (status, ser sociável, ser bonito, elegante, etc), só interagindo com ela quando pretextos realmente bons aparecem. Isso é uma forma ruim de abordagem e só deve ser usada com mulheres de muito valor social e atratividade que porventura fiquem muito tempo próximas dele, o que é raro.

2- Indiretamente direto (péssima, horrível): o cara não aborda a mulher e finge que não está nem aí pra ela, mas indiretamente demonstra pra Deus e o mundo que está afim. Ele fica tentando provocá-la, fazendo "negs" e coisas do tipo. Fica abordando ela com perguntas sem propósito ou sem lugar (Ex: o que acha da minha barba? Você acha que quem mente mais, homem ou mulher?). As mulheres e toda a torcida do Flamengo sabem que o cara está afim dela e está lhe rondando (por que outra razão um homem fica abordando mulheres bonitas de forma ativa e esforçada assim?), mas por alguma razão eles não dizem logo que estão a fim ou não flertam diretamente, mas fazem um esforço ineficaz para esconder isso delas (por quê? Para quê?). A mulher conclui que o cara é tão medroso e tão escaldado que tem vergonha ou medo de demonstrar que está afim, aí ela inconscientemente o vê como um cara sem valor e lhe rejeita, ou lhe friendzona por pena ou por achá-lo fofo, ou pra ficar obtendo atenção e validação dele.
O homem não deve ficar escondendo que está a fim da mulher, pois isso passa a idéia de que sua atração por ela é algo errado, vergonhoso ou estaparfúdio. Ele deve naturalmente flertar com ela, como um homem acostumado a pegar mulheres fazem, sabendo que sua atração por ela é algo bom para ambos e não é motivo de vergonha ou medo.


3- Direta (boa): Essa é a melhor forma de abordar mulheres. O cara deixa logo transparecer, por gestos ou palavras, que está a fim e quer conhecê-la. As mulheres gostam de homens de atitude e resolutos. Ela sabe que se ele teve a "audácia" de abordá-la e mostrar que está a fim, é sinal que ele está acostumado a ter sucesso com as mulheres e por isso não tem medo, e que ele se acha um cara de valor. Só isso pode deixá-las curiosas sobre ele e fazê-las vê-lo como um homem "pegável" mesmo que à primeira vista ele não pareça nada demais.
Na pior das hipóteses, a mulher irá rejeitá-lo, mas isso é corriqueiro e não deve ser visto como ofensa. Homem abordar mulher e ser refugado é algo tão natural e humano como cagar e comer. As mulheres não pensam mal de homens que elas rejeitam, elas sabem que é papel do homem abordá-las. Basta o cara partir para outra, estudar melhor um alvo que parece estar mais na dele e investir.
Uma dica bônus pra quem frequenta baladas: as mulheres que estão quietinhas sentadas costumam paradoxalmente serem mais receptivas do que as que estão pulando de forma enérgica na pista de dança. Estas últimas estão só "se divertindo" e não estão a fim de serem atrapalhadas ou interrompidas por pretendentes. A atenção que recebem da macharada na pista de dança é um fim em si mesmo, não um "meio" para pegar homens, como muitos pensam.

Há muito mais coisas nesse tema, mas cansei de escrever por ora.
PS: Não existem "openers" ou cantadas mágicas que fazem uma modelo se interessar instantaneamente por um cara feio ou esquisito. Esqueçam isso. As mulheres levam em conta a aparência, postura e background do cara. Desenvolver uma conversa natural, simples e espontânea é muito melhor do que falar frases prontas e robóticas. O importante é a postura e a forma como as coisas são ditas, não o conteúdo do que é dito.









submitted by ssantorini to brasilivre [link] [comments]


3 COISAS QUE DEIXAM UMA MULHER LOUCA NA CAMA E QUE A GENTE ... 7 Passos para se tornar uma Mulher Sedutora Fatal e ... Como Fazer uma Mulher Gozar Rapido - YouTube 4 sinais de que você é carente — e não percebe Como FAZER uma mulher GOZAR rápido - 🔥TÉCNICA simples ... SOU CASADA, MAS ME APAIXONEI POR OUTRO! :( #LuConselheira Como tirar a virgindade de uma mulher - YouTube Sexo Oral: Como chupar uma mulher direito 😛 - YouTube Como conquistar uma mulher Difícil Como deixar uma mulher louca de TESÃO? - YouTube

COMO FLERTAR COM MULHERES: 20 DICAS PARA IMPRESSIONAR SEM ...

  1. 3 COISAS QUE DEIXAM UMA MULHER LOUCA NA CAMA E QUE A GENTE ...
  2. 7 Passos para se tornar uma Mulher Sedutora Fatal e ...
  3. Como Fazer uma Mulher Gozar Rapido - YouTube
  4. 4 sinais de que você é carente — e não percebe
  5. Como FAZER uma mulher GOZAR rápido - 🔥TÉCNICA simples ...
  6. SOU CASADA, MAS ME APAIXONEI POR OUTRO! :( #LuConselheira
  7. Como tirar a virgindade de uma mulher - YouTube
  8. Sexo Oral: Como chupar uma mulher direito 😛 - YouTube
  9. Como conquistar uma mulher Difícil
  10. Como deixar uma mulher louca de TESÃO? - YouTube

Olá amiga linda, nesse vídeo eu vou te explicar 07 passos para você se tornar uma mulher sedutora fatal. 💃 Você vai conseguir deixar os homens aos seus pés, ... QUER DEIXAR ELAS PEDINDO MAIS ? : https://bit.ly/faça_ela_gozar1 As mulheres na maior parte garantem a insatisfação na cama com os homens, uma vez que não co... Como tirar a virgindade de uma mulher. O vídeo é baseado nas minhas experiências. SE QUISER APRENDER O MÉTODO GUIA ensinando a deixar QUALQUER MULHER LOUCA NA CAMA E SER O MELHOR DA VIDA DELA clique aqui: http://bit.ly/metodobomdecama Veja... Aprenda a como fazer sexo oral bom de verdade em sua mina com a ajuda da Dora Figueiredo. Quer saber mais ? Entra lá no nosso site, tem vários conteúdos sobr... Descubra pontos fundamentais para excitar uma mulher e deixá-la pronta para a melhor noite da vida dela. Participe do nosso grupo no facebook: ♥ http://www... Inscreva-se no canal e clique no sininho para receber as notificações dos vídeos :D MINHAS REDES SOCIAIS: 👍Facebook: https://www.facebook.com/profile.php?..... Como fazer uma mulher gozar rápido: deve ser a duvida de qualquer homem, ou até mesmo de outra mulher. Isso porque sabemos que a mulher demora mais para cheg... Como você se comportaria se soubesse que se uma mulher te abandonar, você tem uma fila de outras garotas atrás de você? Você agiria de forma diferente? Com certeza. Você pode piscar para uma mulher do outro lado da sala, ou piscar para uma mulher durante uma conversa, mas tente sempre estar sorrindo quando piscar para ela. Isso é muito importante.